Já se perguntou o que é um pensamento ou o que é uma ideia? Como pensamos em todas essas ideias incríveis que surgem em nossas mentes a cada poucos segundos sempre que vemos algo ao nosso redor? E o mais importante, como transformar essas ideias incríveis em grandes inovações?

O processo de pensar para resolver um problema e apresentar soluções inovadoras é chamado de design thinking.

Empresas líderes e bem-sucedidas, como Apple e Google, estão investindo pesadamente em design thinking para soluções prontas para uso, as pessoas estão escrevendo livros sobre isso e isso está criando um burburinho em todo o mundo.

Tudo ao nosso redor é projetado…Nossas casas, gadgets, roupas, veículos, brinquedos, jogos, comida, apenas o nome! Todos eles são projetados para resolver um problema e tornar nossas vidas mais fáceis. A fim de obter cada produto ou serviço disponível para nós, muito design thinking é feito.

Tom Kelly afirmou com razão, Design thinking relies on the natural — and coachable — human ability to be intuitive, to recognize patterns, and to construct ideas that are emotionally meaningful as well as functional.

Queremos que a próxima geração se torne criadores e designers. E você ficará surpreso ao saber que o mundo natural é a maior fonte de inspiração para o design.

Há algo poderoso que acontece quando você olha para o mundo natural com uma sensação de admiração, admiração e curiosidade e, em seguida, conecta essas ideias a novos projetos que resolvem problemas do mundo real.

So now you must be thinking what does it have to do with kids and their creative confidence?

Convencionalmente, as crianças eram ensinadas a aprender para o exame e eram recompensadas pelas respostas corretas. Mas na era da internet não se trata apenas de respostas corretas, já temos o Google para isso. A longo prazo, não basta ter a cabeça das crianças cheia de materiais didáticos, fatos e palestras em sala de aula. Certamente dará às crianças uma mente bem preenchida, mas não uma mente bem formada.

O que as crianças de hoje precisam é de uma mente bem formada para ter sucesso no futuro. Uma mente que entende e responde a fatos e detalhes com os quais não está familiarizado e não estudou antes. Em outras palavras, uma mente que está pronta para responder a um exame maior chamado vida. Porque a vida não te dá apenas coisas para as quais você está preparado. E para isso, a mente das crianças deve ser moldada pelo pensamento original, que não se limita a perguntar why?, mas why not?

Tradicionalmente, o design thinking era amplamente utilizado por empresas e profissionais. Mas agora se tornou uma competência essencial e toda criança deve desenvolver essa habilidade desde cedo para ter sucesso no futuro.

Como o Design Thinking constrói a confiança criativa

Desperta a curiosidade sobre o mundo

O núcleo do design thinking é a curiosidade e a sede de aprender mais. As crianças têm uma qualidade inata de serem curiosas, o que as faz questionar tudo o que as ajuda a descobrir oportunidades que todos ao seu redor não podem ver. A curiosidade pode ser cultivada com a ajuda do design thinking. Quando as crianças são curiosas, elas se deparam com muitos problemas que estão presentes no mundo, se encorajadas, as crianças procurarão maneiras de resolver esses problemas.

Crianças passam de engajadas a empoderadas

O design thinking envolve fazer perguntas, entender o problema, gerar ideias para resolver o problema, criar protótipos e testá-lo. Quando as crianças são donas do processo criativo, elas são donas de seu aprendizado.

Ajuda a se tornarem solucionadores de problemas confiantes

O design thinking amplia os horizontes das crianças. Eles procuram problemas e depois vão além de si mesmos para buscar soluções. É uma abordagem empoderadora, garantindo que as crianças estejam prontas para enfrentar quaisquer obstáculos que surjam desde a infância.

As crianças aprendem a iterar soluções

Muitas vezes, as crianças são informadas de que há apenas uma resposta correta e ficam presas em um sistema de classificação que deixa zero escopos para explorar. O design thinking ajuda as crianças a aprender a iterar versões de soluções para declarações de problemas e testar as melhores. Isso levará a um aprendizado prático e a ótimos resultados.

 

Aumenta a capacidade de pensar fora da caixa

Design Thinking é uma abordagem fora da caixa para resolver problemas do mundo. É preciso ser mais imaginativo, criativo, experimental e, o mais importante, original. A fim de encontrar as melhores soluções potenciais, os limites das crianças precisam ser empurrados e as limitações precisam ser desafiadas. Isso aumentará a capacidade das crianças de pensar criativamente.

 

As crianças aprendem a incorporar feedback

Ajuda as crianças a aceitar falhas e feedback construtivo de outras pessoas, a fim de melhorar a si mesmas, refinando suas habilidades. Aprimorar e aproveitar esse tipo de atitude será extremamente gratificante para as crianças, pois elas não terão medo de receber feedback para fazer melhor.

Desenvolve uma mentalidade de ajudar as pessoas

O coração do design thinking são as pessoas e seus problemas. As crianças costumam ser mais perspicazes e motivadas a ajudar os outros. Se encorajado, isso pode se tornar um valor forte desde tenra idade, o que pode ajudar as crianças a fazer mais pelas pessoas que desejam ajudar.

Cinco estágios do processo de Design Thinking

Simpatize

A peça central do design thinking é a empatia. O primeiro passo envolve uma compreensão empática do problema que você está tentando resolver para criar uma solução inovadora para o problema. Sempre inclui algum tipo de envolvimento com as pessoas. Porque é importante se colocar no lugar de outra pessoa e tentar entender suas circunstâncias e de onde ela vem. Uma vez que o problema é entendido claramente, o processo se torna mais fácil.

A empatia é uma habilidade valiosa, pois ajudará as crianças a se tornarem adultos mais gentis e dispostos a arcar com os problemas de outras pessoas para encontrar soluções.

 

Definir

Neste estágio, o problema central é definido com base nas informações coletadas durante o estágio de empatia.

Idealizar

Este estágio celebra o poder da possibilidade. Ajuda a ir além das soluções óbvias. Os designers apresentam grandes ideias criativas e soluções potenciais para resolver o problema definido na etapa anterior.

Protótipo

Depois de ter ideias para resolver o problema definido, é hora de construir rapidamente vários protótipos baratos. Protótipos são testados para verificar os cenários de solução e a tomada de decisões sobre o que está funcionando e o que não está. Os protótipos podem estar na forma de modelos feitos à mão, esboços, pôsteres ou renderizações digitais de uma ideia.

Teste

É a última etapa do processo de design thinking. Envolve testes em tempo real do produto onde os usuários estão envolvidos usando a melhor solução que foi identificada durante a fase de prototipagem. Os resultados gerados durante esta fase são usados ​​para redefinir um ou mais problemas.

O futuro pertence aos inovadores e solucionadores de problemas, que podem se adaptar e evoluir rapidamente para florescer no mundo em rápida mudança, conforme a necessidade surgir. Design thinking é aquela técnica que nos ajudará a criar esses Inovadores.

Para criar esses inovadores, {igebra.ai} projetou um programa exclusivo chamado math++, para infundir design thinking na educação infantil e desenvolver confiança criativa neles. Como queremos que as crianças sejam solucionadoras de problemas excepcionais e lhes dê a capacidade de criar novos caminhos para o mundo progredir.

Authored By: Sr. Srini Vemula, fundador e CEO – {igebra.ai}